Warning: DOMDocument::loadXML() [domdocument.loadxml]: Start tag expected, '<' not found in Entity, line: 1 in /home/andra306/public_html/wp-content/plugins/premium-seo-pack/modules/title_meta_format/init.social.php on line 462

Gestão de Serviços de TI

Sobre…

Gestão de serviços de TI {focus+keyword} | AndracomGestão de Serviços de TI – As pesquisas apontam que as grandes empresas líderes na utilização de tecnologia estariam adquirindo mais de 40% da sua infra-estrutura como serviço, e indicam que, 15% já tercerizaram serviços de segurança e 45% pretendem fazê-lo nos próximos 12 meses.

“Por que as corporações têm procurado auxílio para gerenciar as operações de segurança e o que as motiva a trilhar esse caminho?”

O custo pode ser bom motivo e incentivo, mas não é fator único pra ser determinado como benefício principal ou solução mais viável, pois é necessário analisar as reais necessidades de incluir toda a área de SI (Sistema de Informação) ou TI (Tecnologia da Informação) para ser monitorada e administrada por terceiros, e é nesse momento que deve acionar a Gestão de Serviços de TI.

Pontos importantes da Gestão de Serviços de TI

  • Manter e reter os profissionais com o conhecimento adequado, além de caro, pode ser inviável;
  • Os prazos para implementar soluções de segurança são sempre curtos;
  • Mesmo com profissionais capacitados, dificilmente as empresas têm escala para implementar novas soluções de forma rápida e economicamente viável;
  • É mais fácil para profissionais das empresas especializadas, com contato permanente com múltiplas ameaças simultâneas em diversos ambientes, se manterem atualizados;
  • Para muitas corporações, é um bom atalho para obter a padronização dos procedimentos de segurança e atender requisitos regulatórios;
  • É um meio de obter garantias contratuais de que os requisitos de segurança serão cumpridos.

Na Gestão de serviços de TI, utiliza-se de uma ferramenta chamado MSS (Manager Security Service – Gerenciamento de Serviço de Segurança), que executa análises de riscos a serem avaliados e gerenciados antes, durante e depois do processo de tercerização. É importante saber qual a capacidade do provedor para lidar com aspectos específicos da organização; confiar na capacidade da empresa contratada; manter sigilo das informações gerenciadas pelo serviço; manter equipes internas responsáveis pelo contrato e pelo seu resultado; e delinear uma estratégia para reverter a dependência do provedor caso ele saia do mercado ou não performe adequadamente.

Para facilitar o processo e garantir bons resultados, é fundamental que a organização proceda um projeto de terceirização da segurança com objetivos bem definidos e com um rigoroso critério de avaliação das empresas candidatas.